Merenda Escolar

Merenda Escolar Fomenta economia com Agricultura Familiar em Itupiranga

Segunda, 18 de fevereiro de 2019

Sem imagem

  A equipe responsável pela merenda escolar da Prefeitura de Itupiranga realizou na manhã de desta sexta-feira (11) a última etapa do processo para aquisição de produtos comprados de pequenos produtores rurais, com a assinatura dos contratos entre os fornecedores e a prefeitura. O contrato para a aquisição da merenda escolar só é assinado após uma análise das amostras de alimentos, que inclui degustação e uma análise minuciosa dos selos de Inspeções Sanitárias, dos produtos adquiridos por meio da Chamada Pública, que neste ano contou com a participação de 13 produtores individuais, representados pela Emater e cooperados da Cooperativa Mista da Agricultura Familiar de Itupiranga –Coomafi.
    "Ao inserirmos uma alimentação saudável nas escolas estamos diminuindo os índices de problemas de saúde entre as crianças, além de incentivarmos a geração de trabalho e renda no campo, uma vez que cada produtor desses gera, em média, trabalho para 10 pessoas, sem falar que, com isso, temos a possibilidade de trocarmos os biscoitos industrializados por produtos saudáveis, produtos sem conservantes químicos, como o pão de queijo, a tapioca, entre outras opções regionais,", pontuou o prefeito de Itupiranga, José Milesi.
    A análise técnica dos produtos é realizada pelo Conselho de Alimentação Escolar e nutricionista. "É importante adquirir produtos provenientes da agricultura familiar, pois isso mostra a preocupação do gestor municipal, assim fortalecendo a economia do nosso município, valorizando e incentivando a produção local, gerando mais trabalho e renda na região", lembra Kedson Barboza, diretor do departamento de Alimentação Escolar e fiscal do contrato dos fornecedores.
     "No ano passado compramos 32% da agricultura familiar, cumprindo a legislação que é comprar no mínimo 30%. Em 2019 estamos nos planejando para aumentar o percentual já alcançado", disse o secretário municipal de Agricultura de Itupiranga, Willian Jeferson Gonçalves, ressaltando que a agricultura familiar terá condições de fornecer aproximadamente 100% da alimentação escolar, nos próximos anos. Na ocasião, secretário informou aos presentes que um produtor de frangos já estaria se instalando no município, o que significa mais incentivo para a fixação do homem no campo, evitando assim o êxodo rural, em Itupiranga.
    "A cooperativa é parceira do município e a ideia é levar para os distritos apenas o que não é produzido no local. Estamos nos programando para que os alimentos não precisem vir até a sede, indo direto pras escolas polos. No momento, ainda, estamos precisando de fornecedor de ovos", informou Francisco Pereira da Cunha, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.
    Por lei, pelo menos 30% dos produtos adquiridos para alimentar os estudantes com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) devem vir da agricultura familiar. A compra, também, fica dispensada de licitação, desde que os preços sejam compatíveis com os do mercado local e os produtos atendam normas de qualidade.
    "Na elaboração do cardápio da alimentação escolar, infelizmente, ainda não é possível inserirmos os mesmos itens para todas as escolas da zona urbana e rural, em função de que algumas na zona rural, ainda, não contam com energia elétrica, mas do valor nutricional não abrimos mão, por isso a importância de adquirirmos frutas, verduras e legumes", informa o secretário de Educação, Jose Dildo Pereira.
    O Município de Itupiranga tem uma peculiaridade no setor da alimentação escolar, que é o resgate de hábitos e consumos alimentares apresentados pelos indígenas na II Conferencia Nacional de Educação e Educação Indígena-CONEEI, realizada em março de 2017. Os indígenas informaram que suas crianças recusavam alimentos industrializados, como salsicha, molho de tomate e sucos artificiais.
    "Nós temos o cuidado de oferecer produtos saudáveis, pois o valor nutritivo dos alimentos permite um melhor aprendizado pelas crianças", enfatiza Dayane Igreja Brito, Nutricionista, Responsável Técnico do Programa de Alimentação Escolar do município. A nutricionista ressalta que em 2018 os produtos da agricultura Familiar alcançaram 80% das escolas da zona rural, sendo mais um avanço na promoção de alimentação saudável no município.
    "Dar incentivo aos produtores, lembrar que os tratores do município devem ser prioridade para os agricultores que fornecem para a merenda escolar, para que os nossos ribeirinhos, também, possam participar desse importante programa. Desejo que, também, que a cada ano uma quantidade maior de produtos locais, pois essa parceria é salutar para o crescimento da economia do município", sugeriu o vereador Izaias Parreiras.
    "É importante ressaltarmos que todos os fornecedores de popa de frutas estão qualificados, dentro dos padrões e já possuem o Selo de Inspeção Municipal", lembrou o prefeito.
    O município de Itupiranga conta, atualmente, com 10 escolas na sede e 89 escolas no campo com mais de 11.000 alunos.
    ---
     Texto: Lenir Silva
     Prefeitura de Itupiranga-PA


Direitos de conteúdo reservados Prefeitura Municipal de Itupiranga
Alfa Tecnologia e Gestão

Desenvolvimento e manutenção por W B I
Ícones feitos por Freepik de www.flaticon.com e licenicado por CC 3.0 BY